Arquivo da categoria: Sem categoria

STF decide que delegados de polícia podem firmar acordos de colaboração premiada

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão na tarde desta quarta-feira (20), encerrou o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5508 e considerou constitucional a possibilidade de delegados de polícia realizarem acordos de colaboração premiada na fase do inquérito policial. Por maioria de votos, os ministros se posicionaram pela improcedência da ação, na qual a Procuradoria-Geral da República (PGR) questionava dispositivos da Lei 12.850/2013 (Lei que define organização criminosa e trata da colaboração premiada).

Na sessão desta tarde, votaram os ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Cármen Lúcia (presidente), todos acompanhando o entendimento do relator, ministro Marco Aurélio. Segundo ele, a formulação de proposta de colaboração premiada pela autoridade policial como meio de obtenção de prova não interfere na atribuição constitucional do Ministério Público de ser titular da ação penal e de decidir sobre o oferecimento da denúncia. Os ministros destacaram que, mesmo que o delegado de polícia proponha ao colaborador a redução da pena ou o perdão judicial, a concretização desses benefícios ocorre apenas judicialmente, pois se trata de pronunciamentos privativos do Poder Judiciário.

De acordo com a decisão, embora não seja obrigatória a presença do Ministério Público em todas as fases da elaboração dos acordos entre a autoridade policial e o colaborador, o MP deve obrigatoriamente opinar. No entanto, cabe exclusivamente ao juiz a decisão homologar ou não o acordo, depois de avaliar a proposta e efetuar o controle das cláusulas eventualmente desproporcionais, abusivas ou ilegais.

Após o ministro Marco Aurélio ressaltar seu entendimento no sentido da impossibilidade de interferência da autoridade policial na atribuição exclusiva do Ministério Público de oferecer denúncia, os ministros Alexandre de Moraes e Roberto Barroso reajustaram os votos para acompanhar integralmente o relator.

Os ministros Edson Fachin, Rosa Weber e Luiz Fux divergiram parcialmente. Eles entendem que, embora a autoridade policial possa formular acordo de colaboração, a manifestação do Ministério Público sobre os termos da avença deve ser definitiva e vinculante.

Também divergindo parcialmente, o ministro Dias Toffoli entende que o delegado de polícia pode submeter ao juiz o acordo firmado com colaborador desde que a proposta traga, de forma genérica, somente as sanções premiais previstas no artigo 4º, caput e parágrafo 5º, da Lei 12.850/2013, com manifestação do MP sem caráter vinculante. Ficaria a critério do juiz a concessão dos benefícios previstos na lei, levando em consideração a efetividade da colaboração. O ministro entende ainda que a autoridade policial, diante da relevância da colaboração prestada, pode representar ao juiz, nos autos do inquérito policial, proposta de perdão judicial, ouvido previamente o MP.

Leia a íntegra do voto do ministro Marco Aurélio (relator).

PR/AD

Fonte: Notícias STF

Crédito da foto: Agência Brasil/EBC

Suprema Corte dos EUA derruba lei estadual que proibia a boca de urna

Em um ano de eleições, a Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou, nesta quinta-feira (14/6), uma lei de Minnesota que proíbe os eleitores de usar camisetas, bonés, botões, emblemas, insígnias ou qualquer coisa com mensagem política no local da votação.

A decisão foi tomada por 7 votos a 2. A justificativa é a de que a “Primeira Emenda da Constituição dos EUA proíbe a edição de leis que suprimem a liberdade de expressão” [entre outros direitos do cidadão], segundo o voto da maioria dos ministros, escrito pelo presidente da corte, ministro John Roberts.

Leia a íntegra no site Consultor Jurídico, clicando aqui.

Crédito da foto: supremecourt.gov

Juiz não pode atacar candidatos ou partidos nas redes, diz CNJ

Corregedoria editou provimento sobre o uso das redes sociais por magistrados, servidores e estagiários da Justiça

Leia a íntegra no site Jota, clicando aqui.

Crédito da foto: STJ

Eleições 2018 testarão o poder econômico na internet

Impulsionamento de propaganda eleitoral nas redes sociais foi tema de debate no VI CBDE

Leia a íntegra no site Jota, clicando aqui.

Crédito da foto: Comunicação VI CBDE

Como confiar nas pesquisas eleitorais e por que elas são importantes

Gazeta do Povo elaborou manual com tudo o que você precisa saber sobre as sondagens de intenção de voto. Elas costumam despertar amor e ódio entre candidatos e eleitores

Leia a íntegra no site da Gazeta do Povo, clicando aqui.

Crédito da foto: redenews360.com.br

Lei que rege pré-campanha é incompleta e depende da “cabeça do juiz”, diz ex-ministro do TSE

Leia a íntegra no site Congresso em Foco, clicando aqui.

Crédito da foto: IPRADE