Eleitor de Bolsonaro é absolvido por anotar “17” no caderno de votação

O homem, desconfiado de que a eleição pudesse ser fraudada, seguiu as orientações de um vídeo que viu na internet.

Um eleitor que votou no então candidato à presidência Jair Bolsonaro e anotou o número 17 ao lado de sua assinatura no caderno de votação foi absolvido pelos juízes do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, que entenderam que a conduta não constitui crime.

Durante o período eleitoral de 2018, circularam diversos vídeos sugerindo e orientando os eleitores a incluir o número de seu candidato à presidência junto com a assinatura no dia das eleições, como uma forma de confrontar os votos da urna eletrônica.

Muitos eleitores, desconfiados da lisura do sistema eletrônico de votação, seguiram a orientação daqueles vídeos. Foi o caso do autor da ação em questão.

Leia a íntegra no site Migalhas.

Foto: TSE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s